Friday, February 3, 2012

The View From My Bedroom Lateral Window (-15°C)

Bilingual Post English / Portuguese

From my bedroom window, on the left side...
"Da janela lateral do quarto de dormir (...)"


When I told you about these morbid colours
When I told you about these sordid people
When I told you about this storm,
No you didn't hear me
"Quando eu falava dessa cores mórbidas
Quando eu falava desses homens sórdidos
Quando eu falava desse temporal
Você não me escutou (...)"
You do not want to believe me, but that's so common.
"Você não quer acreditar
Mas isso é tão normal"


Da janela lateral
Do quarto de dormir
Vejo uma igreja, um sinal de glória
Vejo um muro branco e um vôo pássaro
Vejo uma grade, um velho sinal
Mensageiro natural
De coisas naturais
Quando eu falava dessas cores mórbidas
Quando eu falava desses homens sórdidos
Quando eu falava desse temporal
Você não escutou

Você não quer acreditar
Mas isso é tão normal
Você não quer acreditar
E eu apenas era
Cavaleiro marginal
Lavado em ribeirão
Cavaleiro negro que viveu mistérios
Cavaleiro e senhor de casa e árvore
Sem querer descanso nem dominical

Cavaleiro marginal
Banhado em ribeirão
Conheci as torres e os cemitérios
Conheci os homens e os seus velórios
Quando olhava na janela lateral
Do quarto de dormir

Você não quer acreditar
Mas isso é tão normal
Você não quer acreditar
Mas isso é tão normal
Um cavaleiro marginal
Banhado em ribeirão
Você não quer acreditar

9 comments:

Glenda Di Muro said...

Sei que vcs que vivem na neve odeiam, mas eu acho lindo!

Anita said...

Neve é linda, mas dá um trabaaaalho (igual a esse apê branquinho, branquinho: http://greetingsfromholland.blogspot.com/2012/01/lovely-white-apartment-in-amsterdam.html)

Invader_Stu said...

Nice view

Christie said...

Anita,
Daqui do Brasil, sonhando com ir pra Holanda, realmente, deve-se pensar duas vezes ao se ouvir sobre temperaturas tao cortantes.

Mesmo assim, esse tom azul nas fotos, que reflete do extremo branco da neve, inspira muitos cora,coes. Acho que e' essa falta que sentimos de Natal com neve, uma bebida quente e toda ideia certa ou errada de aconchego que a image nos inspira...

Quem esta' dentro da moldura, reclama. Quem esta' do lado de fora, quer mergulhar...

Anita said...

Christie, o ideal é visitar o cartao postal em tons de branco azulado por uns 15 dias no máximo. Sem ter que limpar o carro e a entrada de casa, sem ter que empacotar criança e ficar enxugando o piso da casa duas vezes por dia. Prá chegar a esse ponto de neve teve primeiro um verão fraco, um outono bem chuvoso e um dezembro e janeiro bem chinfrins.

Anonymous said...

Da revista Isto É:
Uma inclemente onda de frio embranqueceu, entristeceu e enlutou a Europa na semana passada. Até a sexta-feira 3, estimava-se que 130 pessoas haviam morrido, a maioria delas sem abrigo adequado e totalmente desprotegidas nas ruas para onde foram empurradas nos últimos meses pela crise que colocou o continente em outra hibernação – a econômica. O inverno europeu desse ano bate recorde de temperaturas negativas, abaixo dos 30 graus, e afeta e castiga todos: centenas de cidades estão isoladas pela neve e a elas já não chegam alimentos, combustíveis e medicamentos. É claro, no entanto, que o frio se faz mais fatal na pele dos desagasalhados. Em meio à impiedade da natureza e à miséria, surgem histórias de desespero como a de um siberiano que roubou uma loja e deixou-se prender na esperança de ser trancafiado em um presídio com calefação. Na sexta-feira, os prognósticos para o clima eram assustadores: frio, muito frio, mais frio ainda.

Carla Adriana said...

Nao gosto de neve e sim do sol....neve e chaterrimo. Gosto de abril e maio,das tulipas e dos passeios pelos canais.isso sim e Holland.

Renato S. Alves said...

Ana
Que inveja dessa sua paisagem. Assim como a Glenda eu acho lindo e queria morar em um lugar que tivesse neve.
Ana eu sempre penso nessa música!! Até já coloquei post no facebook falando da vista da janela lateral do meu quarto de dormir ehhehe
Engraçado, ouvindo agora, como as músicas da nossa época eram desprovidas de efeitos especiais e a voz do cantor era pura até mesmo com momentos de desafinos. muito diferente de toda a parafernalha de agora...essas músicas nos faziam sonhar não é? Tocavam por muito tempo nas rádios...
Bjs

Anita said...

Renato, a neve absorve muito os barulhos - esse é o lado bom. Também deixa as janelas das casas e os carros limpíssimos. Colocar os tapetes por um par de horas na neve deixa-os limpíssimos !
Agora, sobre essa música, fez parte da minha formação musical. Isso era lá pelos idos dos anos 80 e eu era pura, meiga e inocente.