Friday, February 24, 2012

The NL: The most unfriendly country in the world for expats !

Thats the result of a result from Forbes magazine. You can read the whole article here.

Do I agree with that ? Probably. I have suffered my share of prejudice - and I still do. I have to use all my persuassion techniques in a job interview in order to convince people I am able to do the job. This, despite my studies and resumé/experience. I guess to compensate the foreign accent you have to be twice as good as the average Dutch candidate.  There are mothers in my village who decided not to answer a "hello" or "good morning" from me the moment they learned I was Brazilian. Luckily, I have made friendships with many other mothers of kids who find my children nice. Other people look at me diagonally and suspiciouslly - but after a while they relax. The Dutch can be extremely boring, keeping the same eating habits, musical taste, hanging in a job for decades and prefering to keep the same small group of friends from childhood as if they were the most special people on Earth. Well, despite of the uncountable rejections from job interviewers I have always continuously guaranteed a place in the job market - because I do speak Dutch with an accent but compensate that with my bubbling personality, drive and three other languages in a high level (not including my mother language). So, for me, the saldo is positive.

Check the Forbes link for the rank of other countries as well. Please be quick - while the link lasts ! The comments are very interesting too, and they bring a perspective to the article. Very nice !

7 comments:

Aledys Ver said...

WEll, I don't know if I agree 100% with that - maybe just 70% :). People tend to keep a distance, because that's the way they are. I agree that people are generally a lot less friendly and that even if you bump into them, they won't say "hi" back or say "excuse me".
The job market is a different story. You really need to have a very, VERY good level of performance in the foreign language, both written and spoken, to qualify for certain kinds of jobs.
The person who wrote that article, for example, may claim that he/she speaks 5 languages - but he writes, "... the most unfriendliest...." which is wrong. So if that's they way this person speaks the other 4 languages... he may have to agree that he might not quite be up to be, say, a "directiesecretaresse".
They cannot just give you the job to show that they're not prejudiced. You actually have to have the skills and qualifications they are asking for.
(not talking about your case, of course!)

Anita said...

Aledys, I was rejected in an export/import company because the employers concluded they could not identify where my accent "came from". Ahn ? I come from a country with continental dimensions, with zillions of accents. If a foreigner makes a reasonable effort to learn good Portuguese, he/she will be congratulated and welcomed. Here you are despised because you do not sound as someone who was born here.

Sandra said...

Anita, a Suíça não aparece no top 10, mas por aqui depende muito da cidade. Zürich que é internacional é super tranquila com estrangeiros, mas em outros "pueblos" nem tanto. Aqui onde eu moro, senti preconceito de uma vizinha quando ela percebeu que eu era estrangeira (fuck of!). O Canadá confirma a fama de país acolhedor com estrangeiros, que é o todo mundo que eu conheço que vive por lá comenta.

S. W said...

Anita eu nao concordo com o survey (o que parece soar estranho, ja que eu reclamo muito), mas eu sempre comparo a Holanda com a Dinamarca, onde eu morei 6 meses e foram 6 meses de hostilidade. Ninguem me cumprimentava no predio porque eu era a unica estrangeira e tem aquela coisa, nao te conheco, por que vou responder o seu bom dia? Segundo as pessoas pareciam estar sempre muito mal humoradas, NUNCA nenhum pai ou mae na escola, na fila para buscar as criancas falou comigo, e quando eu fui roubada o policial se recusou a fazer o boletim de ocorrencia da minha bolsa com documentos, cartoes de banco... a nao ser que fosse uma pessoa falando em Dinamarques.

No mesmo dia em que me mudei pra Holanda (ate mesmo pela curiosidade holandesa), dois vizinhos vieram se apresentar e ate trouxeram um livrinho em holandes, os motoristas de onibus dao bom dia e as pessoas que se cruzam na rua normalmente falam um hello (acho isso basico da educacao), mas como eu estava vindo de um lugar em que nunca ouvi isso por 6 meses eu me senti bem vida.

Tirando isso, meu maior problema com a Holanda e uma das situacoes que vc citou. Voce tem sempre que provar que e muito, muito melhor que um holandes e estrangeiros independente da nacionalidade (asiaticos, latinos, africanos, leste europeu) sao sim usados como mao de obra barata pela mesquinharia holandesa. Trabalhando em uma agencia de trabalho pra expats eu vejo isso: um programador holandes cobraria 80 euros a hora, mas vc acha um Polones ou Eslovaco que cobra 40 e as empresas so os querem por serem baratos, nao pela sua capacidade, eles nao pagam pelo seu conhecimento e sim pela sua nacionalidade. Fora isso toda essa questao da Holanda nao ser igualitaria para todos os estrangeiros, a maioria dos americanos, australianos que conhecam moram aqui a anos e anos e nunca aprenderam a lingua, alem de tirarem uma com a cara dos holandeses, mas eles nao precisam passar por basisexamen nenhum, nao sao cobrados, mas nos somos. Eu nao acho isso nada justo. Mas enfim, acredito que apartir do momento que estavamos na casa dos outros somos sujeitos a esse tipo de coisa, mesmo pagando os mesmos impostos que os locais.

E quer saber? A coisa so vai piorar.

Beijos

Anita said...

Sandra, que vizinha babaca. Aliás, de babacas o mundo está cheio.
Si, a Dinamarca... pfff !
De resto, estou contigo 100% e não abro. Os holandeses estão ricos nas costas do trabalho duro dos estrangeiros. E babam o ovo desses americanos. E esses mesmo americanos (junto com ingleses, autralianos, etc.) cagam para aprender holandês. Cagam. Têm uma atitude de "I don't have to".

S. W said...

Anita, como eu ainda nao falo holandes, arrisco so com a familia eu ainda nao experimentei a reacao ao sotaque, mas eu trabalhei no antigo escritorio que era todo mundo de uk e uns poucos holandeses que ninguem falava holandes mesmo morando aqui alguns a 20/25 anos. Esses dias entrevistamos uma Americana e ela disse que nao ve necessidade em aprender essa lingua "english-backwards"... Enfim isso e o que eu mais escuto aqui e que holandes e baba ovo de Americano e Canadense isso e. E por mais que eles reclamem da entrada do pessoal do leste europeu e agora Portugal/Espanha e Grecia chovendo e imigrante por aqui no mercado de trabalho, isso so acontecem porque eles querem tirar o maior proveito possivel. Hoje mesmo eu conversando com o meu marido que eles nao querem pagar um preco justo, entao eles mesmo estao tirando o espaco de empresas holandesas e outros trabalhadores holandeses por aqui, simples assim.

Beijos

anlene gomes said...

Oi, incluí seu blog no Mundo Pequeno (índice de blogs de brasileiros que moram no exterior).
http://www.mundopequeno.com/
Também estamos no Facebook e no Twitter. Divulgamos diariamente um blog:
https://www.facebook.com/#!/mundopequeno
@mundo_pequeno
http://twitter.com/#!/mundo_pequeno
Se puder, ajude-nos a divulgar o Mundo Pequeno colocando um selo no teu blog!
Um abraço!